Cabelo masculino social – O clássico que é para todos!

Procurando um estilo formal? Veja algumas dicas para escolher um corte de cabelo social e que combina para todos.

Cabelo Masculino - 15 de junho de 2015 - Cortes de cabelo

Existem muitos motivos para os homens apostarem em um corte de cabelo social. Seja por causa do trabalho, onde o estilo clássico e formal são requisitos fundamentais, pela praticidade ou pela própria personalidade.

Mas o que define um corte de cabelo masculino social? Não é só o cabelo curto, mas a maneira como ele é desenhado que também o define. Geralmente ele se caracteriza por ser um corte de cabelo limpo e sem linhas fortes marcadas.

A preferência pelo cabelo curto também se deve ao fato da praticidade, versatilidade e leveza que ele proporciona. Porém nada impede o uso de um cabelo médio seguindo as mesmas linhas clássicas. E quando eu falo médio entenda um pouco maior do que o curto, não aquele cabelo até os ombros, este tipo já é considerado longo.

Corte de cabelo masculino social para usar sem erros

Um dos mais clássicos estilos de cabelo é conhecido com Princeton ou Ivy League. Reza a lenda que este tipo de cabelo ficou conhecido nas universidades de Princeton, Harvard, Yale entre outras que são conhecidas como Ivy League, por ser muito usado pelos acadêmicos. Enfim, independente da origem, é um estilo clássico que combina para todos os tipos de homens e continua a ser muito usado até hoje, ele é um clássico que nunca sai de moda.

O corte clássico Ivy League segue um padrão clean, com laterais curtas, topo menor e frente um pouco mais longa. Pode-se usar bem curto, ou em um tamanho médio dependendo do sua preferência e tipo de cabelo.Mas mesmo sendo um pouco maior, segue a mesma linha de corte. O nome não é muito (nada conhecido) conhecido por aqui, embora um bom cabeleireiro irá perceber a diferença logo de cara entre este e um corte militar simples, onde o tamanho do cabelo é igualado e reto.

corte ivy league

Engana-se quem pensa que este tipo de estilo tende para um visual vintage e antigo, embora exista a possibilidade para quem gosta do estilo antigo, principalmente os mais velhos, de fazer o penteado ao estilo mais formal, com produtos mais fixadores e que deixam aquele aspecto mais brilhoso e arrumadinho. A versatilidade é grande vantagem deste corte, que possibilita a adaptação para todos os tipos de cabelo além de combinar com os mais variados formatos de rosto.

Veja também:

Como escolher a roupa ideal para o trabalho

Corte de cabelo masculino para 2015: Quais tendências apostar?

A partir deste deste modelo outras (e bem-vindas! ) variações sugiram e se adaptaram aos novos tempos e a preferência atual, mas sempre mantendo o visual mais clássicos e formal. Abaixo selecionamos alguns exemplos bem variados que mesmo tendendo para o estilo clássico possibilitam um style diferente e versátil.

cortes classicos e sociais

O penteado pode variar, se o tamanho do cabelo permitir é claro. Com a frente do cabelo é um pouco maior, dá para usar uma cera ou pomada para criar um penteado mais desarrumado em momentos informais. já para um visual formal, é possível pentear o cabelo usando gel para quem gosta de brilho, ou uma cera com efeito mate para um visual discreto.

Opções para os cabelos crespos e encaracolados

cabelo social crespos e encaracolados

Concluindo

Então é isso pessoal. Pode ser que este tipo de corte de cabelo não seja um dos seus preferidos, mas com certeza muitos de vocês já precisaram encarar uma rotina formal algum vez na vida, e este estilo não desagrada ninguém.

Embora muitos tenham a tendência de sempre querer se  destacar, por menor que seja o detalhe, o que nos homens o cabelo é um dos poucos trunfos que contamos para essa diferença. No dia a dia quando a formalidade é necessária este tipo de corte é o mais recomendado. Mesmo se você não está acostumado com este corte de cabelo ou está entrando agora para um trabalho que exige uma certa pompa relaxe, pois ele é clássico e democrático, ou seja, pode usar que não tem erro e ainda dá pra dar uma ‘estilizada’ nas horas mais informais, como balada ou festa.